Qualquer semelhança é mera conhecidência...

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Minha pequena


Minha pequena menina,como tu cresceste rápido de mais.Agora vejo-te perdendo a doçura e a inocência de criança, dando lugar ao corpo de moça e a independência que eu tanto temia.
Lembro-me como se fosse ontem, tuas simples palavra no teu maior medo : perder-me..
Antes me pedia insistentemente para jamais lhe esquecer, e hoje me conta sobre garotos...
Já aprontamos tanto, e hoje mal nos vemos.. eu era a sua melhor amiga, sabia de seus segredos, seus medos e seus sonhos... hoje, não sou convidada para suas festas de pijama...Não me sinto excluída, jamais me sentirei...Sei do quanto me amas, e sei do lugar que eu preencho em teu coração...
Mais sinto falta, de ser seu modelo, de te dar conselhos e de como você me obedecia, acho que sinto falta ate de nossas tantas brigas, de ser chamada de “nani”, de como você andava grudada em meus braços... e isso, perdemos com o tempo, você cresceu e eu mais ainda...Vejo você se tornar quem eu mais temia...longe de mim, da minha proteção, você segue apenas suas amigas.
Há minha menina, como eu queria estar perto de ti, te cuidando, te fazendo feliz como agente era nas pequenas coisas...Cuida-te minha pequena, meu tesouro.. amo –te de mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário