Qualquer semelhança é mera conhecidência...

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Regue o Amor enquanto é tempo...



_ Sinto algo morrendo aqui dentro..
_E o que é?
_Acho que é o Amor... Ele não tem regado muito ultimamente, esta sempre ocupado com suas coisas, insensível de mais para perceber uma simples flor morrendo a beira de seus pés...
_ E o que você pretende fazer?
_Esperar que todas as pétalas caiam, o caule seque, e as raízes morram completamente...Ou talvez quem sabe, ele acorde em uma dessas manhãs qualquer, e lembre-se de que um dia, ele plantou uma flor em um mero jardim. O meu jardim... E corra, rumo ao jardim, e regue a pequena flor quase morta com suas lagrimas...
_E se ele nunca se lembrar? Você conseguira sobreviver a mais uma flor despedaçada?
_Eu não sobrevivi a todas as outras? Então!!! Mais deixa eu lhe contar um segredo... As raízes, elas nunca morrem...Ficam remexendo entre a terra seca... E se um dia, um jardineiro, desses que entendem mesmo de plantação , vier cavoucar a minha terra seca em busca de vida, as encontrara...E as colocando em solo fértil, as renascerão, e então, ele terá todas as minhas flores de amores plantadas em seu jardim. E eu o amarei por conta disso...

Danielle P A Campos

Nenhum comentário:

Postar um comentário