Qualquer semelhança é mera conhecidência...

sábado, 1 de junho de 2013

Amor de adolescente

Acordei com uma dor no peito, sentei-me na cama por um breve espaço de tempo, e me dei conta que a dor era resultado da nossa briga de ontem...
Mais isso não fazia nenhum sentido, você tinha entrado na minha vida em uma noite e saído na noite seguinte por uma mera banalidade...
Não tinha por que eu ter passado a noite em calafrios por uma pessoa que além de ter entrado e saído da minha vida tão rápido, sermos totalmente diferentes havia também mentido para mim...
 Não havia possibilidade de darmos certos...
Foi ai que eu também me dei conta, que na noite em que lhe conheci, eu havia ido dormir sonhando...Mesmo tendo consciência de que era impossível darmos em algo, e talvez seja este mesmo o motivo... Eu fui dormir sonhando em nós...
Sonhando com um daqueles amor de adolescente, amor que é desenfreado, que nos deixa com um friozinho na barriga e borboletas no estomago; Amor onde o medo deixa tudo mais emocionante; onde fazemos loucuras sem pararmos para pensar; Amor este que sempre tem fins trágicos, deixando uma dor no peito...

E de ter passado a noite inteira sonhando, acho que meu coração quis tanto viver estas emoções e sensações  novamente, que só uma paixonite aguda e um amor de adolescente causam... Que ao acordar e se dar conta de que tudo havia terminado sem antes mesmo ter começado...                 Sentiu a dor do fim de um amor de adolescente...

Nenhum comentário:

Postar um comentário